quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Johnny Guitar




Johnny Guitar é um filme western norte americano lançado em 1954 que foi dirigido por Nicholas Ray, mesmo diretor de clássicos como Juventude Transviada (Rebel Without a Cause) e Hair.
O filme ficou famoso por trazer a atriz Joan Crawford em um papel usualmente reservado para os homens. No filme, ela é Vienna, uma dona de Saloon que conta com a ajuda de seu velho amor, o pistoleiro Johnny Guitar (Sterling Hayden) para enfrentar rancheiros capangas de sua rival Emma (Mercedes McCambridge), que sonham tomar posse de sua propriedade.




Essa postagem atende o pedido do amigo Fábio Henrique Carmo do fantástico Blog Cinema com Pimenta. Abaixo disponibilizo link para a postagem dele sobre o filme Johnny Guitar que está completíssima e perfeita para quem desejar mais informações.


Aqui coloco, para todos vocês, minha versão para a música do filme com arranjos encantadores de Roberto Nogueira.

Beijos e Abraços

Suzane Weck 

"Suze Crawford"



Clique para ouvir: Suzane Weck - Johnny Guitar

38 comentários:

  1. Une très jolie publication... Je ne connaissais pas ! je suis désolée, mais je ne suis pas très friande des westerns. Peut-être devrais-je revoir ma copie!
    Gros bisous

    ResponderExcluir
  2. Um raro western onde tem como personagem principal uma mulher, coisa ainda mais difícil por se tratar da década de 1950. Contudo, só mesmo Nicholas Ray, que foi um dos maiores cineastas do Século XX para trazer esta heroína e uma trama classe A para o gênero.

    O antagonismo entre Vienna e Emma (a extraordinária Mercedes McCambridge)é algo quase que inexplicável no filme. Ray costumava dizer que, no passado, as duas haviam sido amantes, mas quando tudo acabou, Emma guardou todo o rancor. Interessante este ponto de vista do diretor, de maneira que a atuação de McCambridge é perfeita, de uma mulher desequilibrada e rancorosa.

    Em particular, nunca simpatizei com Joan Crawford, mas reconheço com louvor seu brilhante desempenho. A Trilha sonora de Victor Young é uma das mais delas já compostas para o cinema.

    Forte Abraço, Su. Valeu por mais uma reminiscência!

    Paulo Néry

    ResponderExcluir
  3. Olá Suzane
    Adoro faroestes, no meu tempo de adolescente não perdia um no cinema.
    A música é linda.
    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Suzane, linda a música e cantada por você está esplêndida, parabéns!
    Ivone

    ResponderExcluir
  5. Justamente estoy descargando muchos clásicos voy por ella, pues aunque seguramente que la he visto no la recuerdo.
    Gracias y un abrazo

    ResponderExcluir
  6. Música perfeita, Quentin Tarantino vai convocar vocês para próxima trilha dele. Essa música ficou a cara dos filmes atuais dele...
    Abraços e parabéns

    ResponderExcluir
  7. Que lindo o seu trabalho! Um verdadeiro presente.Obrigada.
    um abraço

    ResponderExcluir
  8. Como gosto de faroeste! Sempre estava presente nas seções das tardes.A Suze tem o seu valor no cenário "faroestino".
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Suzane, obrigadão por atender ao pedido e, mais ainda, por linkar meu humilde espaço como complemento ao seu excelente post! Fiquei muito honrado!!! Sua interpertação ficou perfeita como de hábito e daqui a pouco já estarei retribuindo e linkando seu post lá no "Cinema com Pimenta"! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Seja bem-vinda Suzana! Obrigada por seguir o Blog! Estou te seguindo também! Parabéns pelo post!Bem informativo! Uma 6ªF iluminada e repleta de bênçãos! Abraço fraterno e carinhoso!Aparece!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Amiga Suzane, se recordar é viver, estou vivendo ouvindo a tua voz.
    Um abração. Tenhas uma linda noite.

    ResponderExcluir
  12. Bela recordação de um excelente "faroeste psicológico", lindo mesmo... E quando vais atender ao meu pedido feito aqui?!

    O meu maravilhoso CD já chegou (e acredito que meu 'e-mail' agradecendo-o também já tenha chegado, vamos ver se recebo uma resposta deste, ré, ré): fique com o obrigado de um fã!

    Meu abraço e apareça!

    ResponderExcluir
  13. Obrigado pela visita em meu blog,
    adorei o seu e estou seguindo aqui,
    que cartaz lindo!
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Suzane,

    Ficou bem legal mesmo a parceria e entendo perfeitamente que precisa de um tempo maior para realizar o seu post. Na realidade, acabei tendo a ideia depois que já tinha postado minha resenha. Da próxima vez que eu assistir a algum clássico com música marcante, posso dar um toque prévio e procurar acertar uma data, pelo menos datas próximas. De qualquer forma, esse foi um detalhe pequeno. Abraço e parabéns mais uma vez pela interpretação!

    ResponderExcluir
  15. Oi Suzane. Adorei o post. Gosto de filmes antigos, mas são poucos ainda os que eu assisti.
    Adoro a Joan Crawford.

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  16. Olá Suzan seu post esta lindo,
    Ainda me lembro do filme Johnny Guitar sua canção beautifull uma bela recordação da minha juventude
    muito obrigado ao início da noite boa

    Tiziano.

    ResponderExcluir
  17. me recuerdan las tarde de cine, con mi padre sentados en el comedor.

    Un abrazo!

    ResponderExcluir
  18. Obrigado por me ajudar a carregar o Baú.
    Gostei do seu blog vamos caminhar junto já peguei um lugar na janelinha!

    ResponderExcluir
  19. Ciao,non parlo spagnolo,ma aiuta il traduttore:Grazie per essere presente sul mio blog,e ricambio con piacere.Mo piacciono i vestern,non sono giovanissima e li ho amati in gioventù.
    Passerò a trovartie leggere i tuoi post e conoscerti un po di più.Saludos!

    ResponderExcluir
  20. gracias querida y admirada amiga por traernos al recuerdo tan magna película, besinos y feliz domingo con todo mi cariño.

    ResponderExcluir
  21. Que grata surpresa esse seu post Suzane. Jhonny Guitar é um filme que me foi indicado ano passado. Comprei-o para a minha videoteca e ainda não tive a oportunidade de sentar e assisti-lo, seu post me estimulou a fazê-lo urgentemente. Adorei o seu texto e o do Cinema Com Pimenta... e, mormente, achei sua versão da música tema absolutamente tocante e encantadora... seguindo! Grande abraço Suzane. Amei o blog!

    ResponderExcluir
  22. Questo film l'ho visto in italiano molti anni fa ed effettivamente mi era molto piaciuto. A presto.

    ResponderExcluir
  23. Ainda não o assisti, já li muito sobre ele, e vários amigos já o recomendaram pra mim, vou procurá-lo... Pelos nomes envolvidos já percebe-se que o risco de decepção é bem pequeno...

    Parabéns pelo post e pela dica!

    http://sublimeirrealidade.blogspot.com/2012/01/cirque-du-soleil-varekai.html

    ResponderExcluir
  24. Cara Suzane:

    Terias alguma forma de disponibilizar-me alguma gravação tua para que eu possa ilustrar a postagem de amanhã nos Morcegos, falando do teu CD (o 'post' sobre teus trabalhos, dentre outras coisas, é amanhã, mas nada obsta que dês um pulo por lá antes, ré,ré)?!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  25. Hola:
    Hay torta y te invito a celebrar el primer aniversario del Kiosko de Mau y te agradezco el haberme brindado tu amistad bloguera. Gracias por seguirme.
    Recoge tu recuerdo de aquí:

    http://kioskodemau.blogspot.com/2012/01/primer-aniversario.html#.TxyD4KW1Oa8


    Un abrazo lleno de luz y ternura con mucho chocolate.
    Mau

    ResponderExcluir
  26. Suze, primeiramente desculpas pela demora.
    Estou passando por alguns problemas que me afastaram um pouco desta blogsfera e estou em dívida contigo e com outros blogueiros amigos.
    Mas, espero voltar à normalidade em breve...
    Gostei muito da tua interpretação desta linda e melancólica canção, tema de um filme clássico, do qual eu nem me recordo bem.
    Ficou linda como vaqueira!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  27. Ciao, una vera dura era Joan Crawford quasi un ibrido tra uomo e donna, però molto brava.
    ciao, ciao, Floriana

    ResponderExcluir
  28. Suzane:
    Gostei do seu post, lembrei da minha infânciaquando assistia a esses filmes em preto e branco.
    Uma linda lembraça.
    Um beijo.
    HD

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. Olá Suzane!
    Foi para mim um prazer a sua visita e comentário «No tempo que passa». Espero que continue a visitar-me sem esperar que haja coisas novas, quero dizer: que leia as postagens antigas porque eu escrevo pouco.
    Gosto do seu blogue, como gosto muito de cinema, deliciei-me com as referências a filmes que vi e que já não me lembrava deles.
    Felicidades.

    ResponderExcluir
  31. Removi um comentário porque continha um erro (faltava uma palavra) e eu detesto isso. Desculpe.

    ResponderExcluir
  32. Querida amiga,

    Mais uma vez saio daqui encantado com a sua voz. Nunca tinha ouvido falar desse filme e parece bem interessante. Valeu pela sugestão!
    Parabéns e que Deus continue abençoando o seu trabalho.

    Um beijo com o meu carinho e tenha um dia repleto de bençãos!

    Deus seja contigo

    ResponderExcluir
  33. Fantástica película,

    No me gusta mucho el western, pero este film con Joan Crawford y Mercedes McCambridge es insuperable ¡¡¡¡¡

    ResponderExcluir